Acesso a publicações à distância via EBSCO na biblioteca municipal da Feira

Galeria

A BIBLIOTECA MUNICIPAL DE SANTA MARIA DA FEIRA é a primeira biblioteca pública portuguesa a disponibilizar a base de dados EBSCO. Para aceder à EBSCO, tem de se estar inscrito como leitor e ser munícipe, trabalhar ou estudar no concelho. Para fazer pesquisas … Continuar a ler

4ª edição de publicação científica do ISVOUGA já disponível

O quarto número da revista científica do ISVOUGA International Journal of Marketing, Communication and New Media (IJMCNM) já se encontra acessível para leitura.

Os artigos da última edição partilham resultados de projetos de investigação teóricos e empíricos sobre os fatores determinantes na escolha de apartamentos em Portugal, a eficácia do brand placement num filme de cinema, uma análise teórica aos festivais musicais como experiência turística, um artigo na área das Relações Públicas sobre eventos corporativos,a gestão de marca no contexto do desporto, mas também um sobre as orientações estratégicas junto do público interno com vista à atuação no mercado externo.

O acesso à publicação integrada na U3is, Unidade de Investigação e Internacionalização do ISVOUGA é AQUI.

A revista encontra-se indexada na LATINDEX, E-REVISTAS, RCAAP e Google Scholar.

Já está aberta a chamada de artigos para a 5ª edição, com data de submissão até 30 outubro 2015. Ver detalhes na página IJMCNM.

Já conheces o arquivo.pt?

logo-pt

A FCCN desenvolveu o Arquivo da Web Portuguesa onde se encontram 1 875 milhões de ficheiros arquivados desde 1996, disponibilizando, deste modo, um serviço público e gratuito de pesquisa.

O Arquivo da Web Portuguesa recolhe e armazena automaticamente informação publicada na Web. Depois processa esta informação para torná-la pesquisável e acessível.

Este arquivo serve para pesquisar informação do passado que já não se encontra disponível na Web e fornecer recursos de investigação, por exemplo, nas áreas da História, Sociologia ou Linguística.

Para conhecer mais vai a arquivo.pt.

Recursos úteis na preparação de trabalhos

Sabe quantos somos? Qual a taxa de natalidade e mortalidade no nosso país? O que fazemos? Como vivemos? Quais as desigualdades existentes na Europa? E que tal consultar o Pordata e ali obter mais dados estatísticos sobre a realidade nacional?

Por exemplo, sabia que hoje morreram mais portugueses do que nasceram? Espreite aqui dados actualizados.

Um recurso útil com milhares de dados estatísticos sobre os municípios, Portugal e a Europa para enriquecer trabalhos académicos.

A PORDATA, Base de Dados de Portugal Contemporâneo, foi criada em 2009 e integra informação estatística variada em acesso aberto.Organizada pela FFMS, Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Listas de revistas na área das Ciências da Comunicação

Uma tabela  de revistas científicas na área da comunicação está disponível AQUI. Inclui informação do indicador Qualis. Dados de 2012.

Uma outra listagem, realizada por João Canavilhas, da Universidade da Beira Interior, permite verificar o nome da revista, onde estão indexadas internacionalmente e qual a classificação  na Qualis ( Sistema de Avaliação e Qualificação de Periódicos,Ciências Sociais Aplicadas I) e no CIRC: Clasificación Integrada de Revistas Científicas. Aceder ao documento em Jornalismo Multimédia, de João Canavilhas.

Duas ferramentas úteis para investigadores.

O que é a bibliometria?

Para responder à questão, aconselha-se a leitura atenta do artigo A Bibliometria e a Avaliação da Produção Científica: indicadores e ferramentas, da autoria de Sílvia Lopes, Maria Teresa Costa, Fernando Fernández-Llimós, Maria João Amante, Pedro Faria Lopes, onde são apresentadas as bases de dados que atualmente contribuem com indicadores bibliométricos: a WoS, Scopus e Google Scholar Metrics. Apesar de ainda não existir consenso e de a produtividade científica não se dever limitar a estas ferramentas, fica aqui a ligação para um melhor conhecimento sobre esta realidade.

A bibliometria é uma técnica quantitativa e estatística para medir índices de produção e disseminação do conhecimento, bem como acompanhar o desenvolvimento de diversas áreas científicas e os padrões de autoria, publicação e uso dos resultados de investigação.

A avaliação da produção científica, importante para o reconhecimento dos investigadores junto da comunidade científica, é feita através da aplicação de diversos indicadores bibliométricos, que se dividem em indicadores de qualidade, importância e impacto científicos.

As limitações e controvérsias apontadas por vários autores vêm colocar dúvidas acerca da validade da aplicação dos mesmos.

(…) Atualmente são várias as bases de dados que utilizam indicadores bibliométricos e disponibilizam resultados de análise bibliométrica, sendo a mais conhecida a Web of Science (WoS) da Thomson Reuteurs. Até recentemente, a WoS foi a principal ferramenta utilizada para a realização de análise de citações. Esta situação, no entanto, já não se verifica, uma vez se existem atualmente outras ferramentas que também fornecem dados com base nas citações. No presente estudo destacamos duas delas: a Scopus da Elsevier e o Google Scholar Metrics (GSM) (…).

webof science

scopus

A produtividade e a medição científicas na era das redes sociais

Galeria

No artigo Altmetrics, Altmétricas, Altmetrias: novas perspectivas na visibilidade e no impacto das pesquisas científicas Sibele Fausto lembra o trabalho de Samuel Arbesman – The Half-Life of Facts -,  onde este autor fala «sobre a constante mudança do que sabemos … Continuar a ler

Ação de formação Pordata

Galeria

Esta galeria contém 1 imagem.

A PORDATA, Base de Dados de Portugal Contemporâneo, é um projeto da FFMS, Fundação Francisco Manuel dos Santos, que disponibiliza dados estatísticos sobre Portugal, Europa. Publicada por séries cronológicas, a informação incide sobre um longo período, desde 1960 até à … Continuar a ler